ARTIGOS

15/01/2019

7 MARAVILHAS NATURAIS DO BRASIL QUE VOCÊ PRECISA CONHECER ANTES DE MORRER

1 – Lençóis Maranhenses, Maranhão

 

 

 

       Os Lençóis Maranhenses trazem uma paisagem cinematográfica de dunas e lagoas de água cristalina. Numa área de 155 mil hectares, o Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses é dessas paisagens de tirar o fôlego. Uma das coisas que surpreendem é a diversidade natural. Além das dunas, cartão postal dos Lençóis Maranhenses, praias e rios completam os ricos ecossistemas dessa maravilha da natureza do Brasil.

 

Dicas de Viagem:

 

  • Como chegar: A principal porta de entrada é a cidade de São Luís, capital do Maranhão. De lá é possível ir de carro, de ônibus ou de vans para as cidades base para conhecer os Lençóis Maranhenses.
  • Quando ir: A melhor época é após a época das chuvas (de dezembro a junho). Dos meses de junho a setembro, as lagoas que são formadas pela água das chuvas estarão mais cheias, favorecendo o banho e deixando a paisagem mais bonita. Após o mês de setembro, já na época de seca, as lagoas começam a esvaziar.
  • Onde ficar: A principal cidade base é Barreirinhas, mas atualmente os viajantes têm procurado outras bases mais alternativas para explorar a região, como o vilarejo de Atins ou a super rústica Santo Amaro do Maranhão (onde as lagoas são mais desertas e inexploradas).

 

 

2 – Cataratas do Iguaçu, Paraná

 

      

 

 

       As Cataratas do Iguaçu são o maior complexo de cachoeiras do mundo, as quedas podem alcançar 80 metros de altura e se estendem por uma largura de mais de 2.700 metros. Ainda contam com passarelas onde você pode ver mais de perto essa maravilha. As quedas estão localizadas parte em território brasileiro e parte no território argentino. A dica é reservar 1 dia para explorar cada lado das Cataratas.

 

Dicas de Viagem

 

  • Como chegar: O meio mais prático é através do Aeroporto Internacional de Foz do Iguaçu
  • Quando ir: O mais indicado é ir entre os meses de maio e agosto, quando a água fica mais clara e a visão mais limpa, por serem meses de menos chuva.
  • Onde ficar: Os visitantes podem se hospedar tanto do lado brasileiro, Foz do Iguaçu, quanto no lado argentino, em Puerto Iguazu.

 

 

3 – Fernando de Noronha, Pernambuco

 

     

 

 

       Em sucessivos anos a praia de Fernando de Noronha entrou para a lista das melhores do mundo, mas sua maior maravilha está debaixo do mar. Seja através de mergulhos com snorkel ou mergulhos de cilindro, o viajante pode chegar pertinho de uma rica vida marinha (peixes, golfinhos, tartarugas, moréias, arraias e até tubarões são encontrados na mesma).

 

Dicas de Viagem

 

  • Como chegar: O acesso é através de avião, a partir das cidades de Natal ou Recife.
  • Quando ir: De março a agosto as chuvas são mais frequentes, mas por outro lado os preços ficam menores e tem menos turistas. Por outro lado, no verão, o mar fica mais movimentado, o que atrapalha um pouco a visibilidade e as atividades de mergulho.
  • Onde ficar: A Vila do Abraão e a Vila dos Trinta são os principais centros de hospedagem em Noronha.

 

 

4 – Chapada dos Veadeiros, Goiás

 

    

 

 

       Um dos principais atrativos turísticos de Goiás, a Chapada dos Veadeiros é procurada principalmente por aqueles que querem aproveitar o contato com a natureza ou experimentar seu lado esotérico. Abrangendo vários municípios, como Colinas do Sul, Cavalcante e Alto Paraíso de Goiás, ela é um importante berço hidrográfico nacional e oferece belas paisagens naturais, como dezenas de cachoeiras e enormes paredões rochosos, principais características do local. O roteiro na Chapada dos Veadeiros inclui desde passeios mais calmos, como observações de pássaros, massagens e meditações, até os mais radicais, entre eles rapel e tirolesa praticados próximos às quedas d’água.

 

Dicas de Viagem

 

  • Como chegar: Os viajantes podem viajar para Brasília e de lá ir de ônibus até a Chapada dos Veadeiros, no Estado de Goiás.
  • Quando ir: As trilhas e cachoeiras podem ser aproveitadas melhor na época da seca, que vai dos meses de maio a outubro. No verão,época de chuvas, o nível dos rios e cachoeiras pode subir muito, causando até trombas d’água e inviabilizando o banho em algumas das quedas.
  • Onde ficar: Alto Paraíso de Goiás é a principal hospedagem, com mais infraestrutura e melhores preços de hospedagem.

 

5 – Piscinas Naturais de Porto de Galinhas e Maragogi

 

 

 

       Recifes de corais formam grandes piscinas naturais de água cristalina e com muita vida marinha. Essas piscinas são perfeitas para atividade de snorkeling (mergulho com máscara).

 

Dicas de Viagem

 

  • Como chegar: As principais formas de explorar essas piscinas são através dos aeroportos de Recife ou Maceió. As duas capitais estão relativamente próximas e a partir de qualquer uma delas é possível alcançar Maragogi.
  • Quando ir: A melhor época é o verão, quando chove menos e as águas ficam mais cristalinas. Nos meses de abril a setembro, as chuvas aumentam e podem prejudicar a viagem.
  • Onde ficar: Porto de Galinhas é um dos destinos brasileiros com melhor infraestrutura ao turista e de lá é possível fazer passeios até a Praia dos Carneiros ou até mesmo Maragogi. Destinos como Maragogi, Japaratinga e São Miguel dos Milagres, em Alagoas, também oferecem boas opções de hospedagem.

 

6 – Bonito, Mato Grosso do Sul

 

 

       Até agora nessa lista,  já vimos dunas, praias, piscinas naturais e cachoeiras. Mas uma das maravilhas da natureza do Brasil são as águas cristalinas e tranquilas da região de Bonito, na região Centro-Oeste do Brasil.

       Lá, uma das atividades mais famosas é fazer as flutuações em rios, como o Rio da Prata e o Rio Sucuri, repletos de peixes circulando bem na sua frente. Outras experiências inesquecíveis são as grutas, como a Gruta do Lago Azul e o Abismo Anhumas e as várias cachoeiras.

 

Dicas de Viagem

 

  • Como chegar: Existem vôos diretos para Bonito, mas podem sair bem caros. A opção é pegar um voo até Campo Grande e de lá fazer um transfer até Bonito, que demora cerca de 4 horas.
  • Quando ir: Cada época tem seus prós e contras. O verão ganha pela temperatura mas perde pelas chuvas, enquanto no inverno chove menos. Uma dica é buscar as estações intermediárias, como a primavera e o outono.
  • Onde ficar: A cidade de Bonito possui ampla oferta de hospedagem, de hostels até hospedagens como excelente infraestrutura.

 

 

7 – Jalapão, Tocantins

 

 

 

       Cenário da novela “Do Outro Lado do Paraíso”, as cachoeiras, rios e fervedouros de Jalapão impressionam pelas águas transparentes. Os fervedouros são a principal atração dessa maravilha natural e um dos seus principais diferencias. Nessas piscinas naturais de águas cristalinas, a força das águas impede que as pessoas afundem. Cachoeiras, dunas e chapadões são outras atrações do lugar.

 

Dicas de Viagem

  • Como chegar: O acesso é através de Palmas, capital do Tocantins. De lá, é recomendado reservar um roteiro com uma agência especializada, já que circular pelas estradas de terra e areia do Jalapão não é tarefa das mais fáceis.
  • Quando ir: De maio a setembro é a época mais seca, e quando faz mais calor. Com as chuvas de verão, os mosquitos também podem participar ativamente da sua viagem.
  • Onde ficar: O lugar conta com muitos tipos de hospedagem como, acampamentos à beira do rio, hotéis e pousadas.