CEO DA ALTA ENFATIZA NÃO PODEMOS ESPERAR TODOS SE VACINAREM PARA VOLTAR A VIAJAR

30/04/2021

  Um comentário pertinente e astucioso fez recentemente o diretor-executivo e CEO da Associação Latino-Americana e do Caribe de Transporte Aéreo (Alta), José Ricardo Botelho, durante a 20ª Cúpula Global do World Travel & Tourism Council (WTTC), a mensagem de é seguro voar em tempos de Covid-19 e que, para isso, há orientações internacionais, reunidas no guia CART (Council Aviation Recovery Task Force). Ele participou do painel “Viagem na faixa expressa: viagens seguras e descomplicadas”.

 

  O documento é resultado do trabalho conjunto de autoridades, indústria e organizações de saúde sob a coordenação da Organização da Aviação Civil Internacional (OACI). O trabalho definiu protocolos de saúde e segurança a servirem de referência para toda a experiência de viagem dos passageiros e serem adotados por todos os envolvidos, nos setores público e privado.“Os protocolos do guia CART foram construídos para dar confiança e segurança às pessoas para voltarem a voar. Se estamos aqui hoje, neste evento, é porque sabemos que estes protocolos funcionam”, completou o diretor-executivo e CEO da Alta em sua fala durante o segundo dia da 20ª Cúpula Global do WTTC.

 

  Sobre a perspectiva de retomada do turismo a partir da vacinação em massa da população mundial, o executivo comemorou o avanço da imunização, mas ressaltou que a confiança do passageiro não pode depender da vacinação e que medidas como quarentenas são ineficazes, além de desestimularem o turismo. Segundo ele, neste momento, informação correta é fundamental. “Já temos vacinas contra a Covid, mas não podemos esperar vacinar toda a população para termos de volta a confiança nas viagens. Temos que oferecer ao turista as informações necessárias para evitar o medo e regras desnecessárias”, destacou.

← Voltar