ETIQUETA SOCIAL OU PROFISSIONAL ╔ A BASE DE TUDO

30/08/2021

A ORIGEM DA ETIQUETA

 

  O nome não é por acaso: o conceito parte da etiqueta, social ou “boas maneiras”, que surgiu na Idade Moderna. O nome original era em francês e surgiu por causa da etiqueta, ou placa, que indicava que não se pisasse na grama. “Por que você não vai pisar na grama? Por que alguém cuidou, porque é para ficar bonita, saudável, e porque tem um caminho para as pessoas pisarem”, assim é o princípio da Etiqueta.

 

  O fundamento de tudo isso, das boas maneiras no campo social ao profissional, é o respeito. É fazer as pessoas se sentirem bem, confortáveis, à vontade. “É basicamente evitar ofensa, evitar incômodo ao outro”. Entre elas temos tipos de vestimenta específicas para certas situações, qual linguagem verbal utilizar, além da linguagem não-verbal, expressada pelo nosso corpo, entre outros. Até mesmo um “obrigado”, “por favor” e um “com licença” podem ser enquadrados como regras simples de etiqueta.

 

  De início, o termo original era “etiqueta corporativa”. Já a etiqueta profissional diz respeito à postura no ambiente de trabalho, que possui regras para o bom relacionamento dentro e fora das empresas, como trato com clientes, fornecedores e governo.

 

  Foi adaptado, no entanto, para incluir os outros setores fora do mundo corporativo. Hoje etiqueta profissional se aplica à qualquer ambiente de trabalho, segmento e indústria. Como as regras são relacionadas ao contato com o outro e não formalidades, o conceito serve para todos os ambientes de trabalho, até os mais informais.

 

 

POR QUE IMPORTA PARA A CARREIRA

 

  O mercado cobra em vários momentos uma série de  protocolos, bem como, um conjunto de regras para ocasiões oficiais, cerimônias solenes e relações governamentais, inclusive entre países. “Ele existe porque se uma autoridade de um país vai visitar a outra, os dois lados precisam ter alguma previsibilidade de como vai ser esse comportamento”. Por isso, foram criadas uma série de regras que valem, basicamente, para o mundo inteiro.

 

  No mercado, a mesma preocupação se aplica. “Mesmo que não tratemos de autoridades de governo oficiais, as pessoas que estão trabalhando juntas precisam encontrar esse conforto”. Uma forma simples de se guiar na hora de agir no trabalho, é pensar, antes de agir: “Esse comportamento está respeitando o outro?”.

 

  A aparência importa, porque tem a ver com a maneira com que nos apresentamos. Por isso, deve ser coerente com o segmento e com a organização. Não se trata de luxo, ou de tipo físico, por exemplo. Esteja sempre limpo, com a roupa passada, e garante que ela tenha um tamanho adequado para você (nem muito grande nem muito pequena), dado importante a ser considerado. Isso se aplica até aos dresscodes mais relaxados, segundo pesquisa do comportamento atual e descolado.

← Voltar