FESTURIS GRAMADO TEVE UMA EDIÇÃO HISTÓRICA SINALIZANDO A RETOMADA DOS NEGÓCIOS NO TURISMO

11/11/2020

  Quando a maioria dos dirigentes do turismo no Brasil, não acreditava ser possível a realização de um evento presencial nas circunstâncias atuais, Marta Rossi e Eduardo Zorzanello, apostaram bravamente na possibilidade e, com uma garra e força inimagináveis fizeram acontecer, a 32ª Festuris Gramado. Indiscutivelmente, àqueles que apostaram e sentiam a necessidade de mostrar que seus produtos /empreendimentos continuam resistindo no mercado apesar da pandemia, sairam exultantes da Feira. Corredores movimentados e, segundo expositores presentes, muito produtiva. Marcado em anos anteriores pela internacionalização, o que se viu em 2020 foi um evento com um foco muito grande no doméstico, com a presença de uma boa parte dos estados.

 

  Vale lembrar que o Festuris foi o único evento de grande porte a acontecer em 2020, marcando a retomada das feiras de turismo presenciais na América Latina. Os demais foram todos postergados para 2021. Os organizadores cuidaram para que o evento fosse covid free, com implantação de tecnologia touchless desde a chegada no credenciamento até o acesso às informações durante o evento. Higienização constante, recomendações de saúde (todos os participantes usaram máscara o tempo todo), estandes mais simples, corredores amplos e distanciamento físico ajudaram ao Festuris a conseguir um ambiente seguro, ainda com a hospitalidade gaúcha.

 

  Nesta edição o evento conta com mais de quatro mil inscritos e contou com a presença de empresas de todos os segmentos, que apostam na retomada das viagens.Conforme resultados apresentados na coletiva de imprensa, além do número de inscritos e reuniões agendadas o evento teve 130 estandes e mais de 1.500 marcas em exposição, distribuídas pelos 25 mil m² de área dos pavilhões. Mas os números gerais da feira não são mais importantes do que a postura das marcas e destinos que apostaram no evento acreditando que o FESTURIS seria o palco da recuperação.

 

  Com a sua realização mesmo durante uma pandemia, o FESTURIS mostrou que com responsabilidade é possível retomar as atividades do setor de eventos e do turismo. Apesar da redução do número de participantes e expositores - natural diante do fechamento de fronteiras e a retomada lenta de muitos segmentos - o feedback dado por quem passou pela feira foi de otimismo e negócios gerados após meses de muita dificuldade. 

 

  “Esse desafio de todos nós se tornou uma realidade. Recomeçar é a palavra de ordem e colocamos muito disso à parceria de expositores, participantes e da imprensa que fizeram do FESTURIS o palco para esse momento histórico. Nós derrubamos muros, criamos oportunidades e mesmo diante da pandemia apresentamos um evento de qualidade”, destacou o CEO do FESTURIS, Eduardo Zorzanello

 

  Fundadora e também CEO do evento, Marta Rossi destacou a importância do evento para toda a cadeia produtiva. “Tivemos quase 500 profissionais de diversos segmentos e ramos de atuação trabalhando no staff da feira. A maioria deles sem eventos desde o início da pandemia. Era hora de retomar. Muitos não acreditavam que chegaríamos até aqui, mas agora somos referência para os próximos eventos”, acrescentou.

 

  Confira alguns flagrantes do evento: