NOSSA VISÃO SOBRE A RETOMADA DOS EVENTOS

05/01/2021

  Tenho ouvido e lido, as mais diversas opiniões nas Lives e Artigos sobre o assunto, que a crise irá mudar padrões de vida, impulsionará a  utilização de eventos on line, híbridos e etc…, aumentará o investimento em biotecnologia e estimulará um retrocesso na globalização. Também é sabido que as empresas prospectam várias possibilidades de eventos, obviamente, de acordo com o que o cenário do Covid 19, irá ensejar. É sabido que vários eventos de porte cultural e esportivo, já tem datas pré agendadas, como UFC, São Paulo Fashion Week, o musical Chicago e Cirque du Soleil, entre outros. É importante salientar que houveram dois ou três eventos de grande porte em São Paulo, no último trimestre de 2020, com a presença de pessoas e foi assertivo para os organizadores.

 

  Este cenário impacta a vida de todo o mundo.

 

  Isto tudo, levando em conta o cuidado para evitar grandes aglomerações em ambiente fechados e mais distendidos em locais abertos. Para isso, os Organizadores de Eventos já estão se preparando com materiais adequados, com controles rígidos de higienização propostos desde o início da pandemia. “A divulgação maciça destas medidas irão passar segurança aos participantes”.

 

  Certamente, ainda haverá a preocupação de participar!

 

  De outro modo, temos que acreditar que pelos movimentos da vacina estarem próximos, 2021, já pode ser esperançoso! Toda a cadeia produtiva, fornecedores e prestadores de serviços inerentes ao segmento estarão preparados para atuar? Um exemplo a ser considerado a B2B realiza a feira Rio Oil & Gas, que é um evento de negócios, onde a presença é fundamental para geração de resultados para os participantes. São esses tipos de eventos que fazem a economia girar. As crises servem para repensar modelos. Não há a menor dúvida, eventos presenciais nunca deixarão de acontecer!

 

  Um fato que me causou estupefação foi em algumas dessas aludidas LIVES e Artigos, vários profissionais (hoteleiros, organizadores de evento e profissionais do setor), levantarem a bandeira do sucesso da realização de eventos de forma híbrida, como se não fosse haver um retorno aos presenciais. Defendendo, inclusive, os trabalhos nas empresas no sistema Home Office, como a única e forma concreta de sucesso. Ora, pergunto com essa filosofia > não haverá executivos viajando, reuniões de médio porte e, até mesmo escritórios comerciais fechando.

 

  É uma fórmula, que certas empresas/pessoas, acreditar sumariamente na atuação dos seus profissionais e nos resultados obtidos por este tipo de trabalho. É obvio, que existem determinadas funções que até funcionam, mas, daí ter como a fórmula mágica de somente conter custos, é discutível! Além do mais, quantos hotéis novos foram empreendidos no Brasil, quantos espaços para a realização de eventos foram criados, para hoje os próprios entenderam que a fórmula do ”novo normal” seria a usual, doravante!

 

  Senti a cada depoimento/comentário um absoluto descaso ao futuro dos espaços existentes, sejam em hotéis ou Centro de Convenções. Uma água na fervura, inexplicável. Uma coisa é certa, nada no mundo irá substituir os eventos presenciais, as negociações e argumentos que irão advir com o famoso > olho no olho, abraços e confraternizações.

 

  É só uma questão de tempo! E promete ser breve. Pensem nisso...

← Voltar