SEGUNDO ESTUDOS, BRASILEIROS ESTÃO COMPRANDO SUAS VIAGENS COM MAIOR ANTECEDÊNCIA

19/10/2020

  O setor de turismo segue sua trajetória gradual e responsável de recuperação, cujos principais caminhos levam a um Brasil imenso no qual as praias são o principal objeto de desejo dos viajantes – protagonistas desse cenário de retomada, que estão adquirindo novos hábitos, como programar suas viagens com mais antecedência e que começam a lançar olhares, também, para roteiros internacionais.

 

 

  Esses dados fazem parte do sétimo levantamento mensal da BRAZTOA (Associação Brasileira das Operadoras de Turismo), que traz números de setembro sobre a comercialização e gestão de seus associados, que representam cerca de 90% das viagens de lazer comercializadas no Brasil, diante da pandemia da COVID-19. Em setembro, 87% das operadoras realizaram vendas. Este indicativo tem crescido uma média de 10 pontos percentuais a cada mês.

 

 

  16% das operadoras apontaram ter tido um faturamento equivalente a 50 a 100% se comparado a setembro de 2019 e 2% já tiveram um faturamento maior que no mesmo período do ano anterior. O número de empresas cujo faturamento ainda está até 90% menor do que em 2019, foi reduzido a 28% (em agosto eram 40%) e as demais empresas faturaram entre 11 e 50%, no mesmo período.

 

 

  Essas variações positivas refletem o cenário já previsto anteriormente de uma recuperação gradual, tanto que, para 100% das operadoras, setembro foi melhor ou similar a agosto. Esses dados retratam um cenário no qual as pessoas desejam viajar e, com os protocolos e cuidados expostos pelas empresas, empreendimentos e profissionais do setor, a cada dia sentem-se mais seguras para isso. Quem pode e deseja, já está aproveitando os embarques imediatos, em viagens mais curtas e próximas.

 

 

  Mas o destaque fica para o número de pessoas que não está viajando como gostaria, mas já se planeja com uma antecedência muito maior do que a praticada anteriormente, afinal, se planejar é viver um pouco da viagem a cada etapa até que ela aconteça, com a tranquilidade de sentir-se seguro em relação à saúde e também fazer esse sonho caber no bolso com organização. 

 

 

  Mais uma vez, a região Nordeste se destacou, fazendo parte das vendas da maior parte das operadoras, seguida das regiões Sudeste e Sul, que ficaram no mesmo patamar, e com as regiões Norte e Centro Oeste formando o terceiro bloco das preferênciasEntre os destinos nacionais mais comercializados em setembro, destacam-se Salvador, Porto de Galinhas, Fortaleza, São Paulo, Rio de Janeiro e Gramado.

 

  No internacional, o destaque vai para Cancún, acompanhado de outras regiões do Caribe, seguido pelos Estados Unidos (Orlando) e Maldivas. Portugal, Itália e Argentina também aparecem com boa procura. O setor trabalha com a expectativa de que ainda em outubro seja reduzida a cobrança do IRRF para remessas ao exterior (hoje em 25%), já que tal tributação compromete a competitividade das operadoras de turismo e onera as viagens dos consumidores em até 33%. Destinos de praia estão entre os preferidos entre os brasileiros - o que tem ligação direta com o Nordeste e com o Caribe como destaques nas vendas de viagens.